Pular para o conteúdo principal

MASP SP | Arquitetura, Van Gogh, Cezanne, Monet e Etc.

O MASP ou Museu de Arte de São Paulo é uma das principais atrações turísticas da cidade.
Foi fundado por Assis Chateaubriand em 1947. Este antigo magnata da impremssa e pioneiro da TV e fundador da ex-Rede Tupí de Televisão, empreendeu campanhas para adquirir primorosas e valiosas obras de arte de grandes mestres europeus. Entre eles Van Gogh, Monet, Cezanne entre outros.
MASP na Av. Paulista
MASP na Av. Paulista

Após a segunda guerra mundial as dificuldades econômicas na europa favoreciam a compra de obras que viriam posteriormente ter altíssimo valor por preços mais em conta. Assim surgiu a instituição MASP que conta com obras de origem italiana, francesa e espanhola abrangendo vários períodos da história da arte, desde a renascença.
No acervo e em  suas exposições podemos ver escultaras e pinturas de grandes artistas como Rafael, Botticceli, Goya, Renoir, Monet, Cézanne, Van Gogh, Lorenzo Bernini e Hieronymus Bosch.

O MASP é um ícone arquitetônico de SP e da arquitetura modernista


A sede localizada na Av. Paulista, em frente ao Parque Trianon foi inaugurada em 1968. O projeto coube à arquiteta italo-brasileira Lina Bo Bardi, esposa de Pietro Maria Bardi. Pietro por sua vez foi co-fundador e diretor do MASP por 45 anos seguidos.
Hieronymus Bosch no acervo do MASP SP
Hieronymus Bosch
Certamente quem indicava ou dava o aval para a compra das obras de arte era Pietro M. Bardi, e Assis Chateaubriand cuidava mais das campanhas e lado empresarial.
O edifício é considerado um ícone da arquitetura brutalista, ou seja, feito em concreto aparente. Entretanto pode-se notar que existe também uma forte inspiração no funcionalismo cúbico, minimalismo e idéia de espaços flexivéis que eram marcas de Mies Van der Rohe.
O edifício é um "caixotão" de 3 lajes formando 2 pisos supensos por 4 pilares que por sua vez sustentam 2 vigas sobre as lajes de teto. Estas vigas sustentam todo o edifício.
Destaca-se um vao-livre de aproximadamente 70 metros criando um grande espaço livre abaixo do museu. De uma das extremidades do terreno tem uma bela vista da cidade. O projeto estrutural ficou a cargo do Eng. José Carlos de Figueiredo Ferraz.

O que ver no local ?


Acervo do MASP SP | Grandes nomes da renascença, barroco e impressionismo
Exposição do acervo permanente
Basicamente o que existe para ver é a arquitetura do museu contempladando seu exterior e caminhando por sob o mesmo e interagindo com seus espaços. Ao adentrar o museu podemos ter o prazer ver obras de grandes mestres da pintura e escultura que tem seu nome escrito para sempre na história da arte.

Como chegar ao MASP


Se voce já estiver hospedado no Jardim Paulista ou cercanias pode ir à pé. Se estiver em outras áreas, pode descer na Estação Trianon do metrô e caminhar apenas alguns metros.
Endereço: Av. Paulista, 1578 - Bela Vista - Telefone: 3251-5644 - Site oficial: www.masp.art.br
Horário de funcionamento: Terça a domingo das 10:00h às 18:00h. Quinta das 10:00h às 20:00h
Preço do Ingresso: Adultos R$15,00 | Estudantes, professores e aposentados R$ 7,00 | Menores de 10 anos e idosos com mais de 60 anso não pagam. Nas terças-feiras a entrada é gratuita para todos.

Comentários

Anônimo disse…
Eu visitei o Masp. Acho bacana por ser um ponto centera de SP lá nos Jardins, uma obrigação.
O acervo é fantástico e podemos ver obras também incríveis, dos mais variados periodos da história da arte.
Mas uma coisa é preciso ser dita em termos arquitetônicos. É muito elogiado, e sim, é original em termos de Brasil e para a época em que foi construído. Mas dentro de uma visão crítica é um "trambulhão" minimalista, seguindo os principios básicos de Mies Van der Rohe, ou seja, pegou a receita e copiou.
Em termos de estrutura é engenharia bruta, dois vigões que sustentam o caixotão com os "espaços flexivéis". Mas para contrariar e não dizer é que apenas inspirado em Mies Van der Rohe, o prédio faz uma alusão ao "Brutalismo" ao usar concreto aparente.
Mas enfim, não é uma obra fantástica em termos de criatividade, mas é chama a atenção pelo tamanho e por introduzir conceitos de Mies no Brasil, já que por aqui somente existia um "Guru" arquitetônico que reinava soberano... Le Corbusier. Sim.. tem o Osca Niemeyer, mas o Oscar é também discípulo de Le Corbusier, queira ou não assumir isto.

Postagens mais visitadas deste blog

Zoológico SP | Como ir e o melhor para ver

O zoo de São Paulo é enorme, os animais têm bastante espaço e são bem tratados. Certamente é o melhor do Brasil e da América do Sul. É uma uma atração turística e local de passeio que voce precisa visitar.

Museu e Parque do Ipiranga | História, Arquitetura e Áreas Verdes

O Parque da Indepência, planejado no local onde foi proclamada a Independência do Brasil engloba o Museu Paulista que também é conhecido como Museu do Ipiranga, grandes jardins e o Monumento da Independência.

Jardins | Bairros Nobres de SP

A área chamada de Jardins em São Paulo engloba vários bairros projetados no início do século 20 sob influência de uma escola e conceito de urbanismo desenvolvido principalmente na Inglaterra no século 19, chamado de "Cidades Jardins". São muito arborizados, possuem ruas sinuosas e as calçadas com com faixas de áreas verdes além de praças.