Pular para o conteúdo principal

Museu e Parque do Ipiranga | História, Arquitetura e Áreas Verdes

O Parque da Indepência, planejado no local onde foi proclamada a Independência do Brasil engloba o Museu Paulista que também é conhecido como Museu do Ipiranga, grandes jardins e o Monumento da Independência.
Dentro do parque existe também uma casa de meados do século passado, em estilo colonial rústico que é conhecida como "Casa do Grito", que se seria um armazem e pousada para os tropeiros do século 19, e que talvez seria ponto de parada de Dom Pedro I durante suas viagens à Santos.

O Museu Paulista e os Jardins


Museu do Ipiranga ou Museu Paulista
Museu do Ipiranga
Alternativamente chamado do Museu do Ipiranga ostenta uma arquitetura neoclássica palacial, e possui grandes jardins ao estilo francês imediatamente à sua frente.
A edificação e os jardins à sua frente remetem em aparência ao Paço Imperial de São Cristovão, na Quinta da Boa Vista no Rio de Janeiro, antiga morada de Dom João VI, Dom Pedro I e Dom Pedro II.
O antigo Paço é hoje o Museu Nacional de História Natural.
Certamente os governantes de São Paulo também planejaram ter um museu à altura de sua grandeza e planejaram o Parque do Ipiranga e construiram o Museu Paulista para homenagear a Independência do Brasil.
Jardins do Museu do Ipiranga | Estilo francês ou racionalista
Jardins do Museu do Ipiranga
Entretanto os jardins planejados à frente do Museu do Ipiranga são bem mais fautosos que a parte de jardins racionalistas da Quinta da Boa Vista.
Quanto ao acervo do museu, este é riquíssimo com documentação que vem do século 17 e também com inúmeras obras de arte. Entretanto, para minha surpresa, quando lá estivemos em Setembro de 2014 o prédio se encontrava fechado para reforma.
Endereço: Parque da Independência, s/nº - Bairro do Ipiranga - Telefone: 2065-8000
Horário de funcionamento: Terça à domingo das 9h às 17 horas.

Outras atrações do Parque do Ipiranga


Museu e Parque do Ipiranga | Parque da Independência
Museu e Parque do Ipiranga
No local existe um grande monumento que representa a Indepência do Brasil, com inúmeras esculturas e figuras históricas que fizeram parte deste processo. Para a surpresa de muitos, existem duas pequenas portas sob o monumento, para entrar em seu interior. Ao entrar no local, podemos ver partes da estrutura e a grandeza da construção. Após caminhar por algumas rampas internas e descer algumas escadas, podemos chegar à uma câmara onde repousa Dom Pedro I e a Imperatriz do Brasil.
Uma outra atração é a "Casa do Grito", uma construção bem preservada de pau-a-pique, que serviu como sede de propriedade rural e também como armazem e estalagem no século 19. O local deveria ser um ponto de parada de tropeiros que vinham de Santos. Dom Pedro I com sua guarda e comitiva, supostamente teriam parado no local durante sua viagens à Santos.
Atrações do parque | Casa do Grito, Monumento e Riacho Ipiranga
Atrações do parque
Os jardins racionalistas que se encontram diante do Museu Paulista também são uma grande atração. Mas grandes áreas verdes também se estendem ao longo do parque.
Mais abaixo, descendo a colina hoje urbanizada, passando pelo Monumento da Indepêndencia e também pela "Casa do Grito", podemos ver o Rio ou Riacho do Ipiranga que dá nome ao local.  A casa rústica aparece no famoso quadro do pintor Pedro Américo de Figueiredo e Mello, de 1888
Enfim, o local da Proclamação da  Independência é tido como sendo entre a "Casa do Grito" e o Riacho do Ipiranga.

Veja mais sobre o parque da Independência no portal da Prefeitura de São Paulo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoológico SP | Como ir e o melhor para ver

O zoo de São Paulo é enorme, os animais têm bastante espaço e são bem tratados. Certamente é o melhor do Brasil e da América do Sul. É uma uma atração turística e local de passeio que voce precisa visitar.

Jardins | Bairros Nobres de SP

A área chamada de Jardins em São Paulo engloba vários bairros projetados no início do século 20 sob influência de uma escola e conceito de urbanismo desenvolvido principalmente na Inglaterra no século 19, chamado de "Cidades Jardins". São muito arborizados, possuem ruas sinuosas e as calçadas com com faixas de áreas verdes além de praças.